Home » Main » Veja como é calculado seu IPVA

Veja como é calculado seu IPVA

O imposto que é pago sobre o veículo que é adquirido no país é obrigatório e cada estado tem uma instrução diferente para atender o arrecadamento do IPVA, em alguns casos essa variação é bastante significante mudando de um estado para outro.
Tem lugares do país que os proprietários chegam a ter que pagar de imposto até o dobro do valor do que aqueles que possuem uma taxa menor de alíquota.
Agora nesse artigo, você poderá tirar suas dúvidas existentes eme relação ao impostos e conferir as dica que são de extrema importância para você que tem ou pretende realizar a aquisição de um automóvel. Veja os tópicos abaixo!

Como funciona o pagamento do IPVA?

Muitas dúvidas se tornam frequentes no momento de realizar o pagamento do imposto que é cobrado aos proprietários sobre o seu veículo. Quando está perto de efetuar o pagamento os donos de veículos ainda não se familiarizaram com as mudanças e novas regras em relação ao assunto.
Ocorreram modificações no quesito de pagamento, mas também teve melhoras para que os usuários pudessem ficar mais tranquilos quando o assunto é contas a pagar. Esse novo método de pagamento é bastante simples e rápido comparado há anos atrás.
ipva
Basta que você esteja com o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo em mãos, documento em que consta o número do RENAVAM, o contribuinte deverá dirigir-se às agências bancárias credenciadas de cada Estado.

Falando das novas mudanças, o pagamento agora pode ser feito nos equipamentos de autoatendimento e através da Internet. E ocorre de alguns estados fazerem a liberação da quitação do imposto através das lotéricas ligadas à Caixa Econômica Federal.

Alíquotas do Ipva de cada estado

Primeiramente, iremos explicar o que são as alíquotas, pois são valores utilizados para calcular qual será o valor de determinado tributo a ser pago pelo cidadão que possui um veículo automotor, sofrendo variações de estado para estado e é calculado com base no valor do veículo.

Quanto maior o valor do veículo, maior será a alíquota, onde sua porcentagem fica por conta e é determinada por cada governo realizando como base seus próprios critérios para estipularem cada valor a ser pago pelo dono do veículo.

tabela-ipva

Você que pretende adquirir um veículo ou já tenha um, mas não sabe quanto é a alíquota cobrada em relação ao seu veículo, pode está acessando o site do Detran ou do Sefaz do seus estado que lá estará sendo discriminado na tabela do imposto todas as porcentagens e quais categorias de veículos em relação a elas.

Assim você terá ciência de quanto você paga e ainda sim se está sendo cobrado corretamente. Lembrando que momento do seu pagamento poderá ser efetuado à vista ou parcelado. Caso você queira fazer o parcelamento é necessário que fique atento as datas que finalizam cada parcela, pois podem ser diferentes dependendo do estado e variam de acordo com o dígito final da placa dos veículos.

Cálculo do IPVA

Às vezes, são tantas contas para pagar que não sobra tempo para está acompanhando se a cobrança está sendo devida de acordo com que é estipulado na tabela estadual do IPVA. Em alguns estados os proprietários de veículos movidos a gasolina e os bicombustíveis recolhem 4% sobre o valor venal.

Veículos que utilizam exclusivamente álcool, eletricidade ou gás têm alíquota de 3%. As picapes cabine dupla pagam 4%. Os utilitários, ônibus, micro-ônibus, motocicletas, motonetas, quadriciclos e similares recolhem 2% sobre o valor venal. Os caminhões pagam 1,5%.

Como essas taxas sofrem mudanças, você deve está atento, porque poderá ser para mais ou para menos, dependendo de onde você é. O valor é sempre calculado de acordo com o valor venal dos veículos, apurados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, a Tabela FIPE. Cada estado define um uma porcentagem e ela varia conforme o tipo de veículo e combustível.

Os proprietários devem respeitar o calendário de vencimento por final de placa, devendo consultar a tabala que fica disponível no site do Detran ou Sefaz do local onde mora.

Esse pagamento é de caráter fiscal e, portanto, obrigatório. O valor estipulado por cada estado serve para que possa ter o controle dos veículos automotores que circulam no país. Além disso, o valor que, após as devidas destinações constitucionais, é repartido automaticamente 50% para o Estado e 50% para o município de licenciamento do veículo.

Caso você deixe de pagar esse imposto, poderá ter problemas com a multa, ter o nome incluso nos órgãos de proteção ao crédito, não sendo possível realizar licenciamento do veículo, ou seja, não poderá circular com o automóvel em via pública.