Home » Main » O governo brasileiro deve conseguir ajustar o salário base dos trabalhadores

O governo brasileiro deve conseguir ajustar o salário base dos trabalhadores

Ser funcionário público tornou-se mais uma vez o sonho da classe média brasileira, de acordo com a reportagem de capa da última edição da principal revista semanal do Brasil Veja. Milhões de brasileiros, diz a publicação opinativa, tentarão a sorte este ano para obter uma das 100.000 novas posições. Que serão oferecidas pelo governo.

Um emprego público no Brasil significa um bom salário, possibilidades de promoção, benefícios médicos, prestígio profissional e, acima de tudo, a certeza de que o sortudo servo nunca será demitido.

Ser funcionário público havia perdido prestígio nos anos 80, quando as chances de obter bons salários e as oportunidades de crescimento eram mais abundantes no setor privado. Isso mudou no entanto. O número de funcionários públicos entre os trabalhadores brasileiros cresceu de 17% nos anos 80 para 22% hoje.[

Salário Mínimo em todo mundo

Os Estados Unidos (14%), Inglaterra (20%), Argentina (21%) e Chile (10%) têm um contingente menor de funcionários públicos entre sua população ativa. As vantagens de trabalhar para o estado no Brasil são muitas. Enquanto nos EUA e na Inglaterra um funcionário público pode ser demitido, isso não acontecerá no Brasil.

A Constituição do Brasil de 1988 estabelece que todos os funcionários públicos têm um emprego vitalício. Eles podem ser demitidos apenas em casos graves, como insubordinação ou quando abandonam o emprego. Acredita-se que menos de 1% dos funcionários perdem seus empregos a cada ano.

trabalhadores

Aos brasileiros que trabalham no governo também é garantido um salário integral quando se aposentarem. Enquanto nos Estados Unidos, o salário médio de um funcionário público é de US $ 4.200 no Brasil é de US $ 2.500. O governo brasileiro gasta 48% de todo o dinheiro disponível para pagar seus funcionários.

Em 2006, de acordo com a Veja, 5 milhões de brasileiros se inscreveram em cerca de 300 exames competitivos em todo o país, tentando conseguir um posto nas burocracias federais, estaduais e municipais, número 43% superior a seis anos atrás.

Como funciona o emprego público no Brasil

Com 100.000 novos empregos públicos sendo oferecidos este ano, espera-se que novos recordes no número de candidatos sejam quebrados. O site https://salariominimo2019.me/ cita o economista Nelson Marconi, da Fundação Getúlio Vargas, comentando a tendência: “O setor público, pela primeira vez em décadas, tornou-se mais atraente que o privado. Essa preferência é um marco na história dos empregos no Brasil. e no perfil da força de trabalho “.

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que o estado brasileiro emprega agora mais de 9 milhões de cidadãos. Como coloca o cientista político da UnB (Universidade de Brasília), José Matias Pereira, “mais uma vez o governo se tornou o maior e melhor empregador do país. Em nenhum outro lugar um funcionário encontrará salários tão bons com tantos benefícios”.

salário-mínimo

Os funcionários brasileiros parecem estar desfrutando de uma nova era de ouro, como nas décadas de 60 e 70, durante a ditadura militar, a chamada era do milagre brasileiro, quando o estado liderado por militares queria atrair os melhores talentos do setor privado.

Enquanto há 10 anos o candidato típico a um cargo público tinha 40 anos ou mais, hoje em dia a maioria dos que fazem os exames tem menos de 30 anos e mais da metade deles está saindo da faculdade e iniciando uma carreira.

Governo estuda para igualar os salários pelos outros estados

O salário médio para servidores públicos federais aumentou de 1.400 reais para 4.700 reais nos últimos dez anos, um aumento real desde que a inflação no período foi de cerca de 100%. Com esse salto, atualmente um funcionário público obtém 97,3% a mais que o salário médio do setor privado.

Um estudo recente mostra que os salários públicos entre 1992 e 2005 cresceram 254% a mais do que em empregos similares no setor privado. E 8% dos funcionários do governo estão ganhando 8.500 reais por mês ou mais.

reajuste-salarial

A maioria dos funcionários públicos no Brasil hoje é escolhida por meio de concurso, mas ainda existem milhares deles que se beneficiam de um nepotismo que não foi apagado do governo. Os Estados Unidos têm cerca de 5.000 desses postos, a França 1000 e a Inglaterra cerca de 100. No Brasil, no entanto, 25.000 posições no governo são preenchidas pelos afilhados dos que estão no poder.

Em sua primeira ordem desde que assumiu, o novo líder do Brasil retirou a agência encarregada dos assuntos indígenas da responsabilidade de demarcar terras nativas, entregando esses poderes ao ministério da agricultura.

O presente para o poderoso setor de agronegócios enfureceu os ambientalistas já preocupados com os planos de Bolsonaro de afrouxar as proteções da floresta amazônica e remover o apoio do Brasil ao Acordo de Paris sobre as mudanças climáticas.